Espaço Naturológico | Terapêutico | Preventivo

Florais de Bach: Rescue Remedy

 

Por Márcia Watanabe Hitaka

 

A doença é única e puramente corretiva; nem vingativa, nem cruel, é o meio adotado pelas nossas próprias almas para mostrar-nos os nossos erros, impedir-nos de cometer erros maiores, obstar a que façamos mais mal e trazer-nos de volta ao caminho da Verdade e da Luz, do qual nunca deveríamos ter saído”. E.Bach


Frisando que os florais não substituem o tratamento médico convencional quando este se fizer necessário, mas podem atuar como terapia complementar.

Das essências florais do dr.Bach, o Rescue Remedy é o mais conhecido.  Indicado para situações emergenciais, para prevenir ou superar o trauma energético. Alguns exemplos: ao receber más noticias, se está prestes a fazer alguma avaliação/prova, se vai falar em público, antes de ir ao dentista, antes do exame da autoescola, situações de estresse, etc.

Recentemente, utilizei o Rescue para uma situação de luto. Eu estava chorando por dois dias seguidos. Ao iniciar a administração oral, já na primeira hora, senti os seus efeitos. Difícil encontrar palavras para descrever o meu estado emocional, mas a sensação que tive, é que a dor continuava lá, mas já não sangrava. Respeitando o meu estado emocional e o meu ritmo, ao final dos 30 ml, fiz a passagem para outras essências florais, mas isto é uma outra história, e pode virar assunto para uma outra postagem, voltemos ao Rescue.

O Rescue Remedy é uma combinação de cinco florais: Impatiens, Star of Bethlehem, Cherry Plum, Rock Rose e Clematis.

Qualidades da alma a serem trabalhados: Harmonia e serenidade.

Agora, um breve resumo sobre estas cinco essências, o perfil completo de cada uma será postado periodicamente neste blog.

Impatiens – aspecto negativo: tensão mental devido à frustração e a outras pressões. Aspecto positivo: Mais relaxado em relação às limitações dos outros e às situações desagradáveis.

Star of Bethlehem – aspecto negativo: choques e todas as suas seqüelas. Aspectos positivos: neutraliza o choque e seus efeitos, sejam eles imediatos ou retardados.

Cherry Plum – aspecto negativo: a beira de um colapso nervoso. Aspectos positivos: calma e tranqüilidade.

Rock Rose – aspecto negativo: pânico. Aspecto positivo: grande coragem.

Clematis – aspecto negativo: falta de atenção. Aspecto positivo: realista.

 

Posologia: Aos florais, normalmente, a indicação prescrita é de quatro gotas, quatro vezes ao dia. A exceção é o Rescue Remedy, cuja administração pode ser feita de dez em dez minutos, ou até que a pessoa sinta que recuperou o controle da situação. Pode ser pingado diretamente sobre a língua, cuidado para não deixar a pipeta tocar na língua ou na boca, para que não ocorra a transferência de enzimas digestivas para o frasco, o que poderia comprometer a durabilidade do floral. Se quiser, pode-se também pingar as quatro gotas em um copo com água e depois bebe-la.

Cuidados: Na literatura pesquisada não foi encontrada nenhuma contra-indicação.

Auto-prescrição: Muitas pessoas costumam pegar panfletos em farmácias de manipulação e se automedicam. As vezes, funciona, outras vezes, não. Por que? Como os florais tratam de aspectos emocionais e mentais, muitas vezes, pelo envolvimento com a situação, a pessoa pode ter dificuldades em se distanciar e fazer uma analise realista de si mesma. Em outras vezes, ela começa a listar os aspectos que gostaria de tratar, e quando percebe, há seis ou mais aspectos. A farmácia vai fazer e vender o que o cliente pedir, e neste caso, alguns autores recomendam que o número de essências florais a serem utilizadas no mesmo tratamento não ultrapasse o número de cinco florais. Particularmente, não recomendo mais de duas essências. Monari (2002) faz uma analogia comparando cada essência a uma chave. Cada chave, abrirá uma porta. Agora pergunto: quando essas portas se abrirem, você dará conta de lidar com seis aspectos emocionais negativos ao mesmo tempo?

Aqui vale a máxima:” Menos é mais”. Através de uma entrevista floral com um naturólogo e/ou terapeuta floral é possível reduzir esta lista, focando em alguns aspectos críticos ou emergenciais, pois a maioria, geralmente são sintomas gerados por um único (ou poucos) detonador(es).

 

Para saber um pouco mais, leia o post: Os remédios florais do dr.Bach.

 

Alguns autores indicados:

JONES, T.W.H. Dicionário dos remédios florais do dr. Bach. SP: Pensamento, 1998.

MONARI, C. Participando da vida com os florais de Bach. SP: Roca, 2002.

SCHEFFER, M.Terapia Floral do dr.Bach. SP: Pensamento, 2002.

 

 

Márcia Watanabe Hitaka é naturóloga. Para conhecê-la um pouco mais, acesse Profissionais.

 

(Crédito da imagem: badaueonline.com.br)

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s