Espaço Naturológico | Terapêutico | Preventivo

Dançando com o mistério

 

Por Daiana Strada

 

Tem vezes que nos sentimos muito mais conectados com a presença de algo maior, de uma energia divina. É aquela presença que nos conforta, que acalenta as dores e intensifica nossa felicidade, pois é uma felicidade de agradecimento por esta força maior ter nos protegido e nos guiado.

Mas em inúmeros momentos esta se conexão se enfraquece. Então ouvimos uma música, vemos uma cena, lemos um livro e então esta conexão é sentida com força dentro do peito e nos faz relembrar nossa história. O que estamos trazendo na nossa mochila. O que carregamos que nos fortalece ou nos enfraquece.

Lendo o segundo capítulo do livro A Dança, todas estas sensações vieram a tona, e sim, me senti conectada…novamente. Lembrei de quando era pequena e tinha medo de fechar os olhos, porque sentia que saia do corpo. Tinha medo desta sensação porque ela era desconhecida e minha mente racional queria explicações. Tempos mais tarde entendi que isso poderia ser chamado de viagem astral. Mas nunca mais consegui acessar com tanta facilidade este canal. Como criamos couraças! Como perdemos a sensibilidade para dar lugar à razão. “Se não entendo prefiro não sentir!”

Mas ano passado, enquanto minha mudança para São Paulo acontecia, meus passos eram guiados por anjos, ou como queiram chamar. Tenho certeza disso! Tenho certeza que cada escolha que eu fazia era confirmada pela proteção da presença sagrada, pois só Deus sabe como essa mudança foi importante e muito pensada e pesada, mas como ela aconteceu de forma natural! Como se o caminho já estivesse pronto. Era só eu trilhá-lo.

A mudança foi feita e depois de um tempo, chegou a rotina, que me deixou por alguns momentos desconectada. Então, hoje, percebo que se sentir ligado à presença divina não é uma questão de acontecimentos, mas sim de escolhas. Como quero me sentir hoje?

Mas só não quero que as pessoas pensem que as escolhas que fizemos é fruto de algo superior. Como quando lançamos uma pergunta ao Universo e abrimos um capítulo de um livro ou pegamos uma carta de um baralho. Acho que não podemos responsabilizar ninguém mais além de nós mesmo pelas nossas escolhas. Você pode se sentir guiado, mas quem dá o passo são suas pernas.

Sei também que nem todos têm ou tiveram este tipo de experiência, mas é claro pra mim que elas existem. Não é questão de crença ou de se permitir. Nossa metade racional exige explicações e nem sempre dá abertura para os estímulos que vem além dos 5 sentidos. E se não consigo entender o que estou sentindo, prefiro não dar energia a este sentimento/sensação. Mas o sagrado continua presente em tudo.

E sentindo o sagrado, eu li e aproveitei para ouvir músicas e sentir, apenas sentir as boas sensações. E vim escrevendo, deixando as palavras dançarem no papel em branco. Sem julgamentos, sem perguntas, sem respostas.

Deixei o eu ser eu – completo – neste exato momento.

O que vem depois???

Não quero nem pensar nisto. Porque agora é momento de apenas se sentir conectado!

 

Leia também os posts: A dança e Eu lhe mandei o meu convite…

 

 

 

 

Daiana Strada é naturóloga. Para conhecê-la um pouco mais, acesse Profissionais.

Anúncios

Uma resposta

  1. Roberto

    Daiana, seus textos são muito instigantes e nos fazem refletir. Transmitem, mais que inteligência, sabedoria; mais que experiência, maturidade; mais que bem estar, amor pela vida. Seria interessante agrupá-los em uma coletânea e, talvez, publicá-los para que mais poessoas possam saborear suas reflexões. Eu já sabia que você é muito bonita por fora e descobri, lendo seus textos, que você é linda por dentro. Parabéns por ser quem você é!

    05/10/2012 às 0:40

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s