Espaço Naturológico | Terapêutico | Preventivo

O encantamento da “Cidade Grande” – Aurora

 

Por Daiana Strada

 

Hoje me emocionei ao ver as luzes de natal! Nada de lágrimas e suspiros, apenas fiquei feliz ao ser surpreendida na saída do metrô com as luzes do Colégio Arquidiocesano.

Eu podia VER aquelas luzinhas coloridas!!!

Isso me fez lembrar porque vim morar em São Paulo. Quando me mudei não foi porque eu achava que este era o meu lugar para sempre. Mas sim, porque sentia que este era o lugar que eu deveria estar, para aprender, vivenciar e crescer, mas não como um sonho.

E por muito tempo me esforcei para ver somente as coisas boas daqui, minimizando a parte ruim.

Mas hoje, eu tive um olhar diferente sobre as mesmas cenas. Me remeteu ao livro “O Mundo de Sofia”, onde o professor, Alberto Knox, mostra à Sofia a importância de se encantar.

Se encantar com farol que abre justo na hora que você vai passar, e não praguejar quando ele fecha. Se encantar pelo pão quente que você deu sorte de comprar. Se encantar com o morador de rua que dorme na calçada do parque Ibirapuera e que todas as vezes que passo por ele penso: “Este sim é sortudo, mora ao lado do verde, respirando ar puro, sem pagar nada”. Se encantar em como nosso corpo responde corretamente aos nossos impulsos, em comparação a muitas pessoas impossibilitadas de se mover.

Não pretendo ser filósofa.  Mas quero manter o encantamento pela rotina, pelo cotidiano, pelas coisas banais.

Esperto foi quem inventou o ano novo. Que nos faz crer no início de um novo ciclo, com esperanças e forças renovadas. Querendo e vendo só o melhor para o novo ano.

E para este novo ciclo desejo mais e mais encantamento. Que sempre nos encantemos pelos fogos de artifício e pelas luzes de natal. Que possamos ainda ficar boquiabertos com as explosões coloridas do céu na virada do ano. Isto nos torna vivos!!!!

E que 2012 seja mais iluminado, mais encantado… Melhor. Porque nós, sendo melhores, tudo se torna melhor!

 

 

Ele ficou bestificado com a cidade
Saindo da rodoviária, viu as luzes de Natal

“Meu Deus, mas que cidade linda,
No Ano-Novo eu começo a trabalhar”

(Renato Russo)

 

 

1 Os asiáticos acreditam que quem tenha visto a Aurora Boreal viverá feliz o resto da sua vida. Na Antigüidade, os nativos atribuíam a estas luzes significados místicos: pensavam que eram luzes que as almas velhas acendiam para guiar os recém-falecidos a caminho do outro mundo ou que eram batalhas entre deuses.  Quero uma Aurora todo dia, que me guie e me traga felicidade.

 

 

Daiana Strada é naturóloga. Para conhecê-la um pouco mais, acesse Profissionais.

 

 

(Crédito da imagem: http://www.mdig.com.br/index.php?itemid=10665)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s