Espaço Naturológico | Terapêutico | Preventivo

Promessas para 2012

 

Por Santiago de Moraes Silva

 

Chegamos lá!  Para alguns, mais um final de ano, para outros, início. Não importa como enxergamos estas ultimas “horas” do ano, o importante é dar-se conta de que esta chegando. A passagem do tempo sempre foi uma necessidade do homem, como saber em que momento colher ou plantar o alimento. Em qual período os animais estarão prontos para o acasalamento? Claro que tudo se processou de modo lento e continuo. Hoje, século XXI, temos total controle do tempo. Podemos prever eventos com séculos de antecedência, ou saber o que ocorreu há milhares de anos atrás.

Mesmo com toda a tecnologia de ponta que temos, ainda nos enche de alegria e esperança a passagem do ano. Mesmo que isso não represente, objetivamente, nada.  Dia primeiro de janeiro, é igualzinho ao dia 31 de dezembro. Objetivamente, repito! Não somos seres objetivos unicamente, gostamos de sonhar, projetar, criar expectativas, mesmo que elas sejam muito maiores do que deveriam. E é com estas características que formulamos as impraticáveis promessas de final de ano.

Alguns dos exemplos clássicos: gastar menos no cartão de credito, entrar em uma academia (subentende-se que se deve freqüentá-la e não apenas pagar a mensalidade), arrumar um novo amor, começar o regime dia primeiro, trocar de emprego, fazer uma viagem, ser menos ansioso (a), entre outros.

Sabemos e podemos comprovar, nenhuma delas foi ou será cumprida, mas mesmo assim, refazemos todas com a firme convicção que “agora, este ano” será diferente. Já temos idéia o que nos espera no final de 2012.

Proponho uma mudança radical. Que tal não prometermos nada? Apenas deixar que o ano passe como deve passar. Vamos nos esforçar para não criarmos expectativas vãs. Aqui vão alguns procedimentos:

  1. Cortar o cartão de crédito (e não fazer o pedido de outro, claro!)
  2. Fazer caminhada na rua, nada de academia
  3. Permitir que as pessoas cheguem perto de mim, e realmente me conheçam. Aprender a ficar sozinho (a) sem desespero. Aumentar o círculo de amizade (como diz o ditado: “ em time que esta ganhando não se mexe” e “em time que esta perdendo NECESSARIAMENTE deve-se mexer!!!”).
  4. Nunca mais fazer regime! Apenas comer quando estiver com fome, entre amigos, quando parecer tentador, com um bom vinho, em uma ótima companhia….contudo não se empanturre, coma apenas o necessário.
  5. Dar o máximo no emprego atual, e se realmente a troca é necessária, que se faça. O que é para ser, será!
  6. ………..

A lista poderia ir longe, mas acho que já entenderam. As ondas do oceano vão e vem, independente do que pensamos ou sentimos. Elas apenas vão e vem. Temos que aprender a aceitar o tempo das coisas. Em outro ditado muito falado nos ensina que “no final tudo dará certo, e se caso não der, é porque ainda não chegou o final”.

 

Paremos alguns minutos para realmente planejar o que queremos para 2012. Nada de muito especial ou detalhado, apenas algumas linhas diretoras, um norte para nos orientar. E tenha certeza que no final de 2012 irá ter realizado muito mais do que planejou.

 

Muita paz, alegria e temperança neste final/inicio de ano, é o que eu e minha família desejamos à todos vocês.

 

 

Santiago de Moraes Silva é naturólogo.

 

 

 

(Crédito da imagem: http://www.recantodasletras.com.br/poetrix/1150115)


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s