Espaço Naturológico | Terapêutico | Preventivo

Autoestima

 

Por Fernanda Bonemann

 

Estimar significa: “perceber o valor que tem ou dar valor a algo ou alguém”, a palavra “auto” significa “de si mesmo” ou “para si mesmo”. Portanto, auto-estima é o estado psicológico de autovalorização, que é a convicção dos seus valores, virtudes e qualidades.

O ser humano é maravilhoso, mas a maioria não pensa dessa forma. O ponto de partida de todo processo pessoal e de todo o aperfeiçoamento é a simplicidade da aceitação. Aceitar-se é amar a si mesmo, é querer-se, é gostar-se, é ser aquilo que se é.

A auto-estima e a apreciação de todos os seus valores, qualidades e virtudes. É a autovalorização que define a importância de identificar os seus valores.

A autovalorização é uma forma de ressaltar o seu próprio “eu” e criar um estado psicológico de elevação que se denomina auto-estima. Ao perceber os seus valores, a pessoa tem muito mais possibilidades de usar os seus talentos. A autovalorização não diminui os outros, pelo contrário, quem se autovaloriza, valoriza também o próximo e dá exemplo de solidariedade.

Quanto maior a nossa auto-estima, mais alegria encontraremos no simples fato de ser, de despertar pela manhã, de viver dentro dos nossos próprios corpos, de desfrutar a vida com mais alegria e felicidade.

A auto-estima, por refletir um estado interior, se torna importante para todas as pessoas em todas as situações.

Quando perguntarem a Jesus qual era o maior de todos os mandamentos, ele respondeu: “amaras ao Senhor, teu Deus, de todo teu coração, com toda a tua mente e ao teu próximo como a ti mesmo”.

Nessa afirmação, Jesus coloca a importância de amar a se mesmo e ao próximo como a si mesmo. Esta é a grande verdade: ninguém ama a Deus nem ao próximo, se não ama a si mesmo.

A alta auto-estima eleva o estímulo de metas desafiadoras, provoca grandes ambições de crescimento e realização. A baixa auto-estima traz a acomodação, à segurança do que é conhecido e não exige mudanças.

É importante lembrar que em um grupo, seja ele do tipo familiar, social ou empresarial, é importante que cada membro mantenha, em relação a si, valores positivos.

Quando você se ama realmente, pode dizer com toda verdade que, mesmo que venha a perder aquele ou aquela que ama, jamais irá perder a si mesmo, pois o seu amor a si mesmo não depende dos outros. E esta é a principal condição de felicidade.

Ame a si mesmo. Goste de você, queira bem a você mesmo. Tenha carinho para com você. Fale e pense em você com amor, admiração e carinho. Crie um autoconceito positivo. Desenvolva uma auto-imagem positiva. Tenha orgulho de você mesmo por ser “a imagem e semelhança de Deus”.

 

 

Bibliografia:

OLIVEIRA, Tarsizo de – O Maravilhoso Poder Mental, 8ª edição. Editora Arthur, Criciúma: edição do Autor, 1989.

OLIVEIRA, Tarsizo de – O Triunfo Pela Oratória e Persuasão, 3ª edição. Editora Pallotti, Porto Alegre.

 

 

Fernanda Bonemann é psicoterapeuta. Graduanda em Naturologia Aplicada. Para conhecê-la um pouco mais, acesse Profissionais.

 

 

(Crédito da imagem: http://www.gettyimages.pt/detail/foto/self-assessment-imagem-royalty-free/86209781)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s