Espaço Naturológico | Terapêutico | Preventivo

Reflexologia – Terapia pelos pés

 

Por Márcia Watanabe Hitaka

 

O que é?

É uma massagem terapêutica nos pés. Baseia-se no principio de que existem pontos reflexos nos mesmos, que correspondem a cada órgão, glândula ou estrutura do corpo.

 

Histórico

Segundo Gillanders (1999), a Reflexologia é conhecida há mais de 4.000 anos. Pinturas descobertas no Egito, feitas por volta de 2.300 a. C. mostram a sequencia de um tratamento. Na China, por volta do século IV d. C. ,  a Reflexologia era aliada a Acupuntura nos tratamentos.

No Ocidente, no inicio do século XIX, a Reflexologia foi divulgada pelo médico americano William Fitzgerald. Em suas experiências, ele descobriu que, aplicando pressão sobre determinados pontos nas extremidades do corpo, principalmente nos pés, era possível normalizar funções fisiológicas em outras partes, por mais distantes que fossem do local da aplicação.

 

Benefícios da Reflexologia, segundo Nappi (2003):

  • Induz ao relaxamento;
  • Tratamento preventivo;
  • Melhora da circulação;
  • Desintoxica o corpo;
  • Revitaliza a energia;
  • Melhora a função mental;
  • Estimula liberação emocional.

Indicações terapeuticas

Segundo Marquardt (2005), algumas possíveis indicações:

  • Cargas estático-musculares e formas erradas (danos de postura, síndrome cervical ou lombar, tensões musculares, limitações de movimentos de articulações);
  • Dificuldades digestivas (síndrome de epigástrio, meteorismo, hepatopatias, obstipação, hemorroidas);
  • Dismenorreia e outros distúrbios funcionais do ciclo;
  • Sinusite ou resfriado crônico;
  • Dores de cabeça de diferentes tipos e etiologias.

Contra-indicações

Segundo Marquardt (2005) e Nappi (2003):

  • Pacientes com inflamações agudas no sistema linfático e/ou venoso;
  • Presença de machucados (ferimentos) nos pés;
  • Presença de corpos estranhos nas proximidades de órgãos e sistemas de interesse vital (ex: estilhaços de ferimentos, presença de bala, entre outros);
  • Presença de melanomas, em especial nos pés e nas pernas;
  • Leucemia, septicemia, hanseníase com comprometimento dos membros (pés e mãos), câncer em metástase, logo após uma cirurgia (depois de um mês), febre, trombose, micose ou fissuras (local);
  • Condição infecciosa da pele (ex.: sarna);
  • 1º, 2º, 3º e 9º mês de gestação.

A Reflexologia, assim como outras terapias complementares, não precisam, e nem devem, ser procuradas somente num momento de dor. Aproveite todos os benefícios que ela proporciona. Pratique o cuidado, a prevenção e o carinho por ti. Fica a dica!

 

 

Bibliografia consultada:

GILLANDERS, A. Reflexologia – um guia passo a passo. São Paulo: Manole, 1999.

MARQUARDT, H. Reflexoterapia pelos pés. São Paulo: Manole, 2005.

NAPPI, A.P. C. C. B. Apostilas da cadeira de REFLEXOLOGIA – material não publicado – curso de Naturologia Aplicada – Unisul: 2003.

 

 

Márcia Watanabe Hitaka é naturóloga, pós-graduanda em Acupuntura. Para conhecê-la um pouco mais, acesse Profissionais.

 

 

(Crédito da imagem: terapiadoscaminhos.com.br)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s