Espaço Naturológico | Terapêutico | Preventivo

Arquivo para agosto, 2012

Aromaterapia – Perfil: Funcho

 

Por Márcia Watanabe Hitaka

 

Para compreender o Mecanismo de ação dos óleos essenciais, veja posts Aromaterapia: Fragrâncias no ar e Óleo essencial e essência.

 

Denominação botânica: Foeniculum vulgare

Processo de extração: Hidrodestilação do fruto seco e maduro após serem esmagados. São necessários de 30 à 40 kg da semente para extrair 1 kg de óleo essencial.

Nota perfumística: saída/meio

Persistência da nota inicial: de média a forte

Descrição olfativa: doce, um pouco apimentado, igual ao aroma de alcaçuz (anis)

Principais componentes químicos: 75 à 85% de anetol, d-felandreno e d-limoneno.

 

Indicações: Media a regulação de estrógeno, alivia a TPM, amenorreia, metrorragia, polimenorréia, sintomas de menopausa, colites, constipação, infecções do trato urinário, celulite, retenção de líquidos, náuseas, flatulência, cólicas, indigestão, inibidor do apetite, pele seca e envelhecida.

 

 Efeitos emocionais: aumenta a clareza mental e o dinamismo pessoal.

 

Cuidados: Não utilizar durante a gravidez e em crianças. Epilepsia, possível carcinogênico. Evitar em endometriose, hiperplasia prostática e cânceres que dependem de reposição hormonal. Narcótico em grande quantidade. Não utilizar em conjunto com Paracetamol, bebidas alcoólicas e insuficiência hepática.

 

História – Corazza (2002) nos traz as seguintes informações:

  • O funcho doce tem sido usado para propósitos medicinais e culinários através dos séculos;
  • Na Grécia, era símbolo de êxito e força. Os atletas o usavam em infusão para obter resistência, valor e prevenir o aumento de peso;
  • No Cristianismo, foi dedicado a Dão João Batista e usado em guirlandas feitas de seus talos e folhas.

 

 

Ulrich (2004), acrescenta a seguinte informação:

  • Os antigos povos egípcios e chineses utilizavam essa planta para afastar os espíritos ou influencias malignas.

 

 

Relatos sobre a utilização: Utilizei-o em casos de sobrepeso, ansiedade, irritação e nervosismo.

 

Dica: Na hora da compra, preste atenção ao nome cientifico, que constará no rotulo do vidro. Nas lojas, é comum confundirem com a Erva-doce.

Em Teske e Trentini (2001),..[…]suas flores são amarelas, no que difere da Erva-doce, que possui flores brancas.

 

 

 Bibliografia consultada:

Corazza, S. Aromacologia – uma ciência de muitos cheiros. São Paulo: Senac, 2002.

Davis, P. Aromaterapia. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

Farias, F., Duarte, J. Apostilas da cadeira de Aromaterapia – material não publicado: Unisul, 2006.

Silva, A. R. Tudo sobre aromaterapia. São Paulo: Roca, 2001.

Teske, M., Trentini, A. M. M. Herbarium – compêndio de fitoterapia. Curitiba: Herbarium, 2001.

Ulrich, H. N. Manual prático de aromaterapia. Porto Alegre: Premier, 2004.

 

 

 

Márcia Watanabe Hitaka é naturóloga, pós-graduanda em Acupuntura. Para conhecê-la um pouco mais, acesse: Profissionais.

 

 

 

(Crédito da imagem: psychotropia.co)

 

 

 

 


Fábula: O maior talento

 

Por Fernanda Bonemann

 

Deus, no momento em que terminou a criação, viu que precisava ter um cuidado especial com a sua melhor criação: o homem. Pensou, refletiu e resolveu dar ao homem um talento muito especial, mas que somente os que fossem suficientemente esforçados para encontrá-lo, teriam o privilégio dos benefícios desse talento. Mas, onde esconder tal preciosidade?

 

Primeiro, Ele pensou:

“Vou esconder o talento do homem nas profundezas da terra.”

Depois, refletiu melhor e achou que nas profundezas do oceano ele estaria melhor escondido. Continuou achando que o oceano não era um bom lugar e repensou:

“Creio que no espaço, em meio aos planetas e estrelas, estará bem guardado e será bem mais difícil de ser encontrado por qualquer um.”

Mesmo assim, voltou a refletir e concluiu, finalmente:

“O homem é muito curioso. Fatalmente acabará criando aparelhos para explorar os mares, para cavar o planeta e investigar os céus. Acabará encontrando. Vou esconder o maior talento do homem num lugar muito especial: no interior dele próprio. Será com certeza, o último lugar em que ele buscará.”

E assim, Ele fez.

 

 

Para refletir: O melhor de mim, portanto, está dentro de mim. Cabe a mim, esforçar-me em ser cada vez melhor: criativo, competente e talentoso.

 

 

 

 

 

 

Bibliografia:

Noções básicas de dinâmica de grupo e jogos de treinamento – manual do treinando

 

 

Fernanda Bonemann é psicoterapeuta, graduanda em Naturologia Aplicada. Para conhecê-la um pouco mais, acesse Profissionais.

 

 

 

(Crédito da imagem:

http://www.google.com.br/imgres?hl=pt-BR&biw=1440&bih=775&tbm=isch&tbnid=ym5ACdaN-8-mJM:&imgrefurl=http://predmilson-estudos.blogspot.com/2009/03/criacao.html&docid=nsQQcOqoGr1_oM&imgurl=http://lh6.ggpht.com/_sBwX6_f8cgs/Sc-WK4qH8YI/AAAAAAAAD70/uzkkAiX9qAE/image%25255B2%25255D.png&w=419&h=291&ei=zcsnUO3YFKjB0AHz_YG4Dg&zoom=1&iact=hc&vpx=975&vpy=152&dur=2048&hovh=187&hovw=269&tx=97&ty=149&sig=104739400103866729075&page=1&tbnh=133&tbnw=191&start=0&ndsp=30&ved=1t:429,r:5,s:0,i:85)


Suco Verde

 

Por Evellyn Stimamiglio Wagner

 

Suco feito a base de clorofila (plantas verdes), é rico em vitaminas e minerais, tais como magnésio, ferro, cobre e potássio, além de ser antioxidante (impede a ação dos radicais livres, que levam ao envelhecimento e doenças) e desintoxicante.

 

Benefícios da Clorofila

– Constrói alta contagem de células sanguíneas

-Purifica o sangue

– Fornece ferro, cálcio e magnésio para os órgãos

– Neutraliza as toxinas do corpo

-Auxilia no tratamento da anemia

-Limpa e desodoriza os tecidos intestinais

– Regula a menstruação e ajuda a purificar o fígado

– Melhora os problemas de açúcar no sangue

– Ajuda na cicatrização de feridas

– Elimina odores do corpo

-Elimina o mau hálito

– Recupera tecido ulcerado

– Revitaliza o sistema vascular

-Retarda o envelhecimento

-Previne câncer

-Melhora a pele

– Fortifica o sistema imunológico

-Evita diversas doenças

-Proporciona um corpo vitalizado e vida mais longa

 

A clorofila é facilmente absorvida e penetra na corrente sanguínea com rapidez, repondo a energia vital utilizada para o metabolismo, reparação e eliminação das substâncias anômalas.

 

O suco pode ser tomado (pelo menos uma vez ao dia) em qualquer horário do dia, mas o ideal é tomar em jejum pela manhã, pois se tem uma absorção maior dos nutrientes.

 

Segue abaixo, uma receita de suco verde:

INGREDIENTES

-2 folhas de couve

-2 maçãs (com casca e sem sementes)

-1 pepino

-1 cenoura

-Lascas de gengibre ou gotas de limão

-2 colheres de semente germinada* (opcional)

-½ copo de água (se necessário)

 

COMO FAZER

Pique os ingredientes e coloque no liquidificador, para facilitar o trabalho coloque primeiramente o pepino e use a cenoura (inteira) para mexer os ingredientes enquanto estão batendo no liquidificador. Se o processo estiver muito trabalhoso, adicione ½ copo de água.

Em seguida, coe.

Evite adoçar.

 

*Como germinar as sementes: Escolha a semente de sua preferência, coloque a quantidade que irá utilizar no suco em meio copo de água, cubra com um papel e deixe descansar por 12 horas, logo após retire toda a água e deixe descansar por mais 12 horas.

 

Dica: se irá tomar o suco pela manhã, assim que tomá-lo coloque as novas sementes no copo com água, retire a água pela noite e no outro dia, elas estarão prontas para serem utilizadas.

 

Sugestões de sementes: girassol, painço, aveia, trigo, linhaça, arroz, soja, centeio, gergelim, grão-de-bico, amendoim, lentilha, nozes, castanha-do-pará, amêndoas, ervilha, etc.

Dependendo do gosto de cada um, pode adicionar juntamente com a couve (que é a base do suco), melão, brócolis, agrião, alfafa, rabanete, couve-flor, etc.

Pode-se acrescentar também, suco ou gotas de limão ou de laranja (melhor ainda, pois ajuda a fixar o ferro no organismo devido a Vitamina C).

 

Inclua na sua dieta!!! E… Saúde!!!!

 

 

Referênicas:

BERNINI, G. C; LEAL, F. B. Como prevenir doenças através dos sucos. São Paulo: Ibrasa, 2004.

ZYMOM, C. Naturalmente Saudável: revolucione sua saúde e forma de pensar sobre a vida. São Paulo: Biblioteca 24 horas, 2009.

 

 

Evellyn Stimamiglio Wagner é naturóloga, pós-graduanda em Acupuntura. Para conhece-la um pouco mais, acesse Profissionais.

 

 

(Crédito da imagem: yogashamkara.wordpress.com)


Respeito ao consumidor

 

Por Márcia Watanabe Hitaka

 

Resolvi escrever este post mais como um desabafo pelo sofrível serviço oferecido por várias empresas.

 

Para começar, temos a telefonia. Há semanas, mesmo pagando em dia a fatura, não conseguia acesso a vários serviços oferecidos no pacote. Depois de uma semana, resolvi ligar para perguntar o que estava acontecendo. O serviço de atendimento, acredito, seja terceirizado. Notava-se que o atendente não estava familiarizado com os pacotes, além de possuir fortíssimo sotaque, falava como se tivesse uma batata quente na boca. Na 3ª vez que pedi para repetir a resposta, a moça já começou a demonstrar todo o mau humor em ter que responder de novo. Para não ficar pior do que já estava, aleguei que a ligação estava ruim e que eu não ouvia direito. Ela acreditou! E assim, com muita paciência, de ambos os lados, as minhas perguntas foram sendo respondidas.

O sinal e os serviços do celular continuaram péssimos, mas a culpa não era da atendente e nem do seu sotaque.

 

Assinatura de revista – Há muitos anos, assinávamos uma revista. Até que percebemos que o desconto oferecido a um assinante novo, era muito superior ao que eles nos disponibilizavam. Na hora da renovação, comentei com o meu marido que deveríamos bater o pé e exigir o mesmo desconto. Ele concordou! Resumo: a editora não cedeu e então, cancelamos a assinatura. Qual não foi a nossa surpresa quando na semana passada, começamos a receber novamente a revista (aquela que foi cancelada) com uma carta explicando que mandariam alguns exemplares gratuitos, para que “percebêssemos o quanto essa revista fazia falta na nossa vida”. Prefiro não escrever o que senti, pois seria impublicável! Só posso dizer que a tática de vendas dessa editora é nota zero.

 

O bom pagador – Aconteceu comigo e com uma amiga. Tinhamos contas pendentes com uma operadora. Quando fomos atrás para quitar, qual não foi a nossa surpresa quando nos ofereceram um desconto de 60 a 70%, e ainda parcelado, só para quitarmos essa conta vencida. Agora pergunto: Quanto de desconto é oferecido ao bom pagador? Aquele que honra o pagamento no dia pré-estabelecido?

 

Com esta crise, as lojas estão numa onda de promoções. Recebi o telefonema de uma loja (pela 1ª vez), convidando-me para ir conferir a semana dos 70% de desconto. Fui uns dias depois. Entrei e perguntei quais eram as peças da promoção. Quando a vendedora me apontou a prateleira. Tive que me segurar para não rir e só comentei: Nossa!!! Vocês devem estar vendendo muito, pois só sobraram poucas peças.

Achei uma enganação, pois deveriam ter só uns 15 itens, e uma peça mais feia que a outra. As outras peças da loja (99,0%) eram da coleção nova e portanto, não tinham esse incrível desconto.

 

Acredito que a maioria da pessoas já passou por situações complicadas referente a prestação de serviços, ou conhece alguém que passou por isso. Quando o serviço não é péssimo, é o atendimento que deixa a desejar, aonde sobram irritações, despreparo e má educação, e faltam soluções. Dizem que a concorrência faz com que todos (os dois lados) ganhem com isso, maiores ofertas e serviços. Neste nosso país, parece-me que isto ainda não se aplica. O consumidor tem que perder tempo e se desgastar para comprovar que ele comprou gato por lebre.  Conclui que o mais triste de tudo isso, é pagar (e caro) pelo serviço “menos pior”.

 

 

Márcia Watanabe Hitaka é naturóloga, pós-graduanda em Acupuntura. Para conhecê-la um pouco mais, acesse Profissionais.

 

 

(Crédito da imagem: noticiaseres.blogspot.com)